Parachoques de final de  linha, autofrenantes móveis e fixos, para quaisquer tipo de bitola, destinados a uso em vias retas ou em curvas.

Móvel autofrenante
O parachoque  móvel autofrenante de fim de via é um equipamento de segurança, que tem por finalidade evitar que os veículos metroviários ultrapassem-no. Possui sapatas frenantes em sua base, sapatas essas que abraçam o próprio trilho de rolamento de via, e tem sua ação contra este, regulada por parafusos de aperto. A composição choca-se à parte superior do equipamento, através de um conjunto  chamado  de tampão de choque. Durante o seu deslocamento na via, parachoque dissipa a energia cinética do veículo embatente através do atrito desenvolvido pelas sapatas em contato com o trilho.

 

Fixo
O  parachoque fixo é colocado no final de vias secundárias, utilizadas por composições de serviços de pátios e oficinas. Apresenta as sapatas frenantes assentadas na parte superior de sua estrutura, sendo que duas barras, formadas por trilhos de via, deslizam por essas sapatas após serem atingidas pelo veículo embatente. Trabalho de atrito é gerado pelo deslocamento dessas barras através das sapatas fixas, e esse atrito dissipa a energia da composição.